1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Partidos de Foz intensificam reuniões em reforço as chapas proporcionais em 2020

Legendas trabalham para garantir ou ampliar cadeiras na Câmara de Vereadores

O Partido Progressista (PP) agendou a convenção municipal para 1º de junho próximo. O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) deverá realizar em julho sua convenção para definir a nova Executiva Municipal. Faltando um ano de cinco meses para o pleito de outubro de 2020, o primeiro sem coligações proporcionais, as legendas de Foz do Iguaçu intensificaram as reuniões e a busca por lideranças para compor chapas competitivas as eleições proporcionais do ano que vem.

Os partidos que largam com uma vantagem expressiva, na lógica eleitoral, são aqueles que já tem representação no Poder Legislativo. Os 15 vereadores da atual legislatura de Foz do Iguaçu estão espalhados em 10 partidos. O PSD, do prefeito Chico Brasileiro, é o que tem mais vereadores exercendo o mandato: três no total – João Miranda, Inês Weizemann e Marcio Rosa. As informações são de Ronildo Pimentel, no Gazeta Diário.

Em seguida aparecem PDT, PTB e Podemos com dois parlamentares cada (Nanci Rafagnin e Celino Fertrin, Rogério Quadros e Edson Narizão e Marcelinho Moura e Kako, respectivamente). Com um vereador aparecem o PSB do presidente Beni Rodrigues, PP (Rosane Bonho), PSC (Anderson Andrade), PR (Elizeu Liberato), PRB (Jeferson Brayner) e Patriota (João Sabino).

Articulação
A convenção do PP, que integra a vereadora Rosane Bonho, deve marcar a abertura de período de filiação de lideranças do partido, já com vistas ao pleito de 2020. O presidente Ramão Antonio Camacho convocou os filiados para às 18h, na Rua Bento Gonçalves, 550 – Jardim Karla.

A ordem do dia do encontro prevê a eleição dos titulares e suplentes do Diretório Municipal, do Conselho e Fiscal, do Conselho Consultivo, do Conselho de Ética e dos delegados à Convenção Estadual. Ramão Camacho ainda não definiu se irá continuar à frente da legenda. “Dia 20 teremos uma reunião. Depois possa ter alguma informação mas precisa”, afirmou.

O Gazeta Diário apurou que o partido está trabalhando para montar uma chapa e buscar três cadeiras na Câmara Municipal no ano que vem. O PP conta com várias lideranças e outras estão chegando ou sendo buscadas. Entre as novas e as já confirmadas lideranças, aparecem nomes já conhecidos, como os ex-vereadores Daniel 2000 e Gessani, Junior Cadeirante, Enfermeira Sandra, Joilson Negrão, Bareta, entre outros.

Sonho de consumo
O vice-prefeito Nilton Bobato, que recentemente se desligou do PCdoB, é o sonho de consumo do PTB, que vê nesta “parceria”, o caminho para conquistar três cadeiras no legislativo a partir de 2021. O partido, que tem como presidente o advogado Eduardo Teixeira, conta em seus quadros os vereadores Rogério Quadros e Edson Narizão. A convenção deverá ser realizada em julho.

Em relação à mudança na legislação eleitoral, que acabou com as coligações proporcionais a partir de 2020, Teixeira disse que isso não será problema. “O PTB já foi de chapa pura na últimas eleições (em 2016). Fizemos dois e faltou pouco para colocar o terceiro (vereador)”, informou.

O partido tem buscado lideranças de diferentes perfis, para alcançar todas as camadas da sociedade, informou o presidente. “Já estamos nos reunindo com varias lideranças que já foram candidatos, como lideranças que jamais participaram do pleito eleitoral”, disse Teixeira. Que completou: “Temos varias novas lideranças que vieram para o PTB e ainda estamos com conversação com novos grupos que gostariam de somar conosco”.

O PCdoB, com a saída de Bobato, tem outra incógnita pela frente. O partido, assim como o Patriota, do vereador João Sabino, não alcançou a cláusula de barreira de 1,5% dos votos em 2018 e ficará sem tempo na propaganda gratuita e os recursos do fundo partidário, principal fonte de renda das legendas.