1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

PF deflagra 2ª fase da Operação Ópla

Na manhã desse sábado (03/12/2022), a Polícia Federal deflagrou a 2ª fase da Operação Ópla com o objetivo de reprimir o trânsito e comércio ilegal de armas de fogo e munições de grosso calibre desviadas de possíveis CACs (caçador, atirador e colecionador). As investigações apontam que tais armas estariam registradas em nome de interpostas pessoas (laranjas) para, posteriormente, serem desviadas no interesse de organizações criminosas dedicadas à prática de crimes violentos.

Trata-se de mais um desdobramento das investigações relacionadas a prisão em flagrante realizada no último dia 04/10/2022, que culminou na prisão de um portador de autorização CAC (colecionador, atirador e caçador) e na apreensão de 03 (três) pistolas 9mm, 4 (quatro) fuzis, munições, coletes balísticos com identificações falsas da Policia Civil, dentre outros materiais.

Veja Também

Dentre as armas apreendidas no dia 04/10/2022 havia 01 (um) fuzil calibre 7,62×51 com numeração raspada. Contudo, exame pericial realizado no armamento revelou a numeração suprimida, o que possibilitou a identificação da real proprietária que, inclusive, é detentora de autorização CAC (colecionador, atirador e caçador) com outras armas registradas em seu acervo, dentre elas 01 (uma) pistola marca Glock, calibre .40 e 01 (uma) pistola Taurus, calibre .45.

A Justiça Estadual expediu 01 (um) mandado de prisão preventiva e 02 (dois) mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos em Campo Grande/MS e Medianeira/PR, resultando na apreensão de R$ 194.300,00 (cento e noventa e quatro mil e trezentos reais) e de 01 pistola Glock, calibre 9mm, equipada com kit rajada.

O nome da operação é de origem grega (όπλα) e significa armas.