1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

PF explica como contrabando de cosméticos era enviado pelos Correios em Foz

A Polícia Federal em Foz do Iguaçu, informou que os produtos comésticos contrabandeados do Paraguai, como botox, eram distribuídos para outras regiões brasileiras, saindo dos Correios na fronteira. De acordo com o delegado Fabrício Blini, uma funcionária facilitava o envio das mercadorias.

“O funcionário dos Correios é obrigado a abrir a embalagem e se certificar que aquela nota fiscal corresponde ao que está ali dentro. Essa funcionária que foi cooptada não fazia isso. Ela fazia parte da organização, recebia as emnbalagens fechadas, não conferia e enviava para o Brasil todo”, explicou o delegado. As informações são de Rádio Cultura

Veja também

Destaca o Cabeza News que nesta quarta-feira, a PF e Receita Federal deflagraram a operação “Astarte”, com o propósito de desarticular uma organização criminosa especializada em realizar importação irregular de produtos cosméticos medicinais. As ordens judiciais foram expedidas pela 5ª Vara Federal de Foz do Iguaçu.

Os produtos eram enviados via Correios, para profissionais brasileiros que trabalham com procedimentos estéticos em todo o Brasil, como dentistas, esteticistas, farmacêuticos, biomédicos, empresários.