1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

PF investiga queda de torre de energia em Medianeira com “indícios de vandalismo”

Foto: William Brisida/RPC

Estrutura pertence a Furnas e integra o sistema de transferência da energia elétrica produzida na Itaipu para o sistema nacional

A Polícia Federal (PF) instaurou um Inquérito Policial para apurar a autoria e materialidade de possível crime de “atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública”, em razão da queda de uma torre de transmissão de energia elétrica, localizada Medianeira, no Oeste do Paraná. A estrutura caiu, assim como outras duas em Rondônia, na madrugada de segunda-feira (9), num momento em que não existem registros de condições climáticas adversas (temporais ou vendaval). Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em relatório, afirma que existe a suspeita que os fatos estejam ligados a atos de “vandalismo”.

Adianta o GDia que, em nota, a PF informa que uma equipe de policiais se deslocou na tarde de terça-feira (10) “até o local dos fatos para obtenção de provas e realização de perícias”. As apurações estão em andamento, destaca o comunicado. Que completa informando que “o autor do fato poderá responder pelo crime previsto no artigo 265 do Código Penal, bem como outros eventualmente identificados, com pena de reclusão de até 5 anos. A corporação destaca que denúncias podem ser feitas no (45) 99116-8691 (telefone/Whatsapp).

Veja também

Além a torre caída em Medianeira, outras três ficaram danificadas, segundo apuração local. As estruturas pertencem a Furnas e integram o sistema que transmite a energia gerada pela Itaipu para o Sistema Interligado Nacional. “Há indícios de vandalismo”, sobre as torres caídas, disse a Aneel, que declarou algumas medidas para impedir mais danos à rede. Não foi descartada a possibilidade de os incidentes terem ligações com os atos terroristas e praticados por bolsonaristas radicais no último domingo (8), contra sedes dos três poderes em Brasília.

Integrantes do governo revelaram à imprensa que a situação mais grave envolvendo a rede de distribuição de energia elétrica foi a registrada as 00h13 de segunda, em Medianeira. “Cabos de apoio foram cortados e um trator foi usado para derrubar a torre”, relataram. A Itaipu informou que o caso não afetou a produção que “segue normal”. Logo após a queda da torre, outra linha de transmissão assumiu o escoamento da energia e não houve corte no fornecimento.

Ação terrorista

O deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR), classificou como “ação criminosa e terrorista” a queda das torres no Paraná e em Rondônia. “É mais um capítulo vergonhoso daqueles que não se conformam com o resultado da eleição e estão reiteradamente cometendo crimes”, disse o parlamentar, que vai assumir em fevereiro a liderança do partido na Câmara.

Ao repudiar os acontecimentos, Zeca Dirceu afirmou que todos os criminosos serão identificados e punidos. “As nossas lideranças que estão lá no Paraná, já estão auxiliando e buscando junto às instâncias adequadas as providências necessárias”, anunciou. Segundo ele, todas as suspeitas e provas devem ser encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil, com registro de boletim de ocorrência presencial ou até mesmo eletrônico.

As pessoas que se sentirem na necessidade de fazer denúncias anônimas também podem proceder assim. A orientação é também que seja feita notícia, crime, notícia de fato, do que é de conhecimento das lideranças locais ao Ministério Público, à PF, para que haja novas providências em cursos, inquéritos e investigações.

“Daqui de Brasília, a partir das ações do Congresso, do próprio STF, do governo federal, nós estaremos dando toda a colaboração necessária para que a investigação ocorra, para que os responsáveis sejam identificados e sejam, no rigor máximo da lei, punidos”, finalizou Zeca Dirceu.