1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

PF realiza operação contra grupo especialista no tráfico internacional de drogas

Durante a investigação, verificou-se que o grupo criminoso estaria relacionado com, ao menos, 5 (cinco) ocorrências de tráfico internacional de drogas

A Polícia Federal – PF deflagrou, nesta quarta-feira (31), a Operação Tripa, para desarticular grupo criminoso especializado no tráfico internacional de drogas.

​​Cerca de 60 (sessenta) policiais federais cumpriram 19 (dezenove) mandados de busca e apreensão e 5 (cinco) mandados de prisão preventiva nas cidades de Foz do Iguaçu, Itaipulândia/PR, Medianeira/PR, São Miguel do Iguaçu/PR, Pato Bragado/PR e Sinop/MT.

​​A investigação foi iniciada em maio de 2021, a partir de apreensões de cargas de maconha, oriundas do Paraguai e destinadas principalmente aos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Santa Catarina.

Veja também

Durante a investigação, verificou-se que o grupo criminoso estaria relacionado com, ao menos, 5 (cinco) ocorrências de tráfico internacional de drogas.

Nessas ocorrências, foram presos 12 (doze) indivíduos e apreendidas pouco mais de 20 (vinte) toneladas de maconha, além de caminhões utilizados para transporte das drogas e cerca de R$ 100.000,00 (cem mil reais) em espécie, dinheiro esse supostamente obtido com a venda de drogas.

Alguns investigados possuem empresas de beneficiamento de tripas animais na região oeste paranaense e supostamente se utilizam dessas empresas para exercer a traficância.

Além da prisão dos líderes do grupo criminoso, foram sequestrados dinheiro, veículos e imóveis dos investigados e de empresas em nome deles e em nome de “laranjas”, bens esses supostamente obtidos em razão das práticas criminosas ou utilizados para tráfico de drogas.

Os investigados supostamente cometeram os crimes de tráfico internacional de drogas e de associação para o tráfico internacional. Se condenados, poderão receber penas de até 41 (quarenta e um) anos de prisão.

O nome da operação faz referência ao modo utilizado, pelo grupo criminoso, de transporte de grandes quantidades de maconha em meio a cargas de tripas animais, de modo a tentar ludibriar fiscalização das forças policiais.