1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Prefeitura de Foz fará Chamamento Público para realização de cirurgias eletivas

Hospital Municipal Padre Germano Lauck de Foz do Iguaçu (Foto: Arquivo/AMN)

Serão contratados por chamamento público e credenciamento cerca de 3,6 mil procedimentos

A Prefeitura coloca em prática nos próximos dias uma estratégia para diminuir a demanda represada de cirurgias eletivas em Foz do Iguaçu. Por decisão do prefeito Chico Brasileiro, serão destinados mais de R$ 7,1 milhões de recursos próprios à saúde. A intenção é contratar aproximadamente 3,6 mil procedimentos em três especialidades – proctologia, urologia e ortopedia.

A proposta, elaborada pela Secretaria Municipal de Saúde, foi aprovada nesta terça-feira (6) pelo Conselho Municipal de Saúde (Comus). Foz tem uma demanda histórica reprimida, chegando a 10 mil pessoas durante a pandemia da covid-19. “O Município retomou os procedimentos em agosto do ano passado, mas é um processo lento devido ao grande número de pacientes”, explicou o prefeito.

Veja também

“Com a iniciativa vamos acelerar estes procedimentos”, acredita o prefeito. A contratação será por Chamamento Público e Credenciamento das empresas (pessoas jurídicas) para a realização de cirurgias eletivas de média complexidade, de forma complementar e com retaguarda de leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).

Segundo Chico Brasileiro, neste momento se faz necessária a contratação de prestadores privados, em caráter complementar à capacidade instalada do sistema público de saúde de Foz. “Vamos atuar na realização de procedimentos cirúrgicos de especialidades identificadas com maior número de pacientes aguardando”, informa.

A diretora da Atenção Especializada, Jassiara Morais, disse que a demanda pelos serviços é contínua e crescente nas três especialidades, totalizando 3.608 pacientes em espera. A chamada, superior a R$ 7,1 milhões em recursos próprios, contempla os procedimentos cirúrgicos, consultas com anestesiologista, pré e pós operatórios, bem como UTI que será utilizada caso ocorra ocupação da mesma.

O edital, que será lançado nos próximos dias, resultou de um entendimento com o Hospital Municipal Padre Germano Lauck, que deverá realizar o restante dos procedimentos da fila de espera. “Com a contratação das cirurgias das especialidades com maior demanda, vamos otimizar a operacionalização do Hospital Municipal para absorver o restante”, complementou a secretária de Saúde, Jaqueline Tontini, ressaltando a importância do investimento.