1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Stan Lee, criador de diversos heróis da Marvel, morre aos 95 anos, diz site

Em discurso na tribuna do Senado, senador Roberto Requião (PMDB-PR).

Stan Lee, mais famoso autor de quadrinhos do mundo e criador de personagens icônicos como Homem-Aranha, Hulk, Demolidor, Thor, Homem de Ferro e os X-Men, morreu nesta segunda-feira (12) aos 95 anos. A informação foi confirmada ao site TMZ pela filha do quadrinista. Outros veículos da imprensa americana também confirmaram a informação.

De acordo com o TMZ, Lee foi levado de ambulância ao Cedars-Sinai Medical Center nesta segunda, onde foi declarado morto. Há anos ele enfrentava problemas de saúde. As informações são do UOL Entretenimento.

A morte de Lee acontece apenas quatro meses após a de outro gênio dos quadrinhos: Steve Ditko, co-criador do Homem-Aranha e do Doutor Estranho. Os dois, ao lado de Jack Kirby, foram fundamentais para a criação do universo de super-heróis que conhecemos hoje, revolucionando a cultura pop.

De todos, Lee acabou sendo o rosto mais conhecido do grupo. Midiático, o quadrinista rompeu a bolha do universo das HQs e ficou conhecido do grande público por suas participações especiais nos filmes e série da Marvel. Ele, inclusive, já tinha gravado cenas para alguns filmes do MCU que serão lançados nos próximos anos.

Na vida pessoal, os últimos anos de Lee foram difíceis. Principalmente após sua mulher, Joan Clayton Boocock, com quem era casado desde 1947, morrer no ano passado. Os dois tiveram duas filhas: Joan Celia Lee, que nasceu em 1950, e Jan Lee, que nasceu em 1953, mas morreu com apenas três dias.

Poucos meses após a morte de sua mulher, Lee sofreu com uma pneumonia e muitos veículos da mídia afirmaram que as finanças andavam de mal a pior. Os problemas financeiros estariam conectados principalmente às pessoas ao seu redor, como sócios e a filha, J.C. Lee.

Diante de tantas polêmicas, até o sangue do autor foi envolvido em polêmica. Amostras de seu DNA teriam sido extraídas de forma indevida – por meio de um documento forjado – para que fossem diluídas uma tinta usada para assinar versões especiais de suas HQ vendidas por até US$ 500.

AQUI para ler o restante do artigo